A La Gloire Du Grand Architecte De L'Univers
Rito Escocês Retificado

Os Paramentos dos Oficiais do RER

Os Paramentos dos Oficiais do RER

11 de fevereiro de 2018

Carnaval 

No Rito Escocês Retificado todos utilizam os aventáis de seus graus, pois é isto o que a variação de aventáis caracteriza, ou seja, não há modelo específico de avental para cada oficial em loja. Os oficiais em loja são distinguidos pelos seus “colares”. Na origem, fitões de tecido azul pendurados ao redor dos pescoços tendo pendentes sobre o peito as suas respectivas jóias em ouro. Estes fitões foram mudando ao longo do tempo, em toda a maçonaria, tornando-se mais largos e passando a moldar-se ao corpo, dando espaço aos talares atuais. Nestes não há qualquer bordado ou aplique, há exceção daquele de uso do Venerável Mestre.

No entanto, excepcionalmente, para o Mestre da Loja – Venerável Mestre – há, no Brasil e em outros lugares, a adoção de um avental especial. Para este oficial máximo, foi composto um avental que reúne os elementos do avental do grau de Mestre Franco-Maçom, do ofício de Venerável Mestre e de sua condição como um “Mestre Instalado”, uma realidade moderna. Pois, resultou então em um avental de pele de cordeiro, branco, de base quadrada perfeita, com abeta triangular dobrada para baixo, sendo todo debruado de fita azul com costuras em ouro, são aplicadas três Réguas Duplas de Traçar, também em ouro, uma ao centro do triângulo da abeta, e duas nos cantos inferiores do quadrado da base, formando entre si um triângulo. Ao centro, também em ouro, a ferramenta símbolo do cargo, o Esquadro, por sua vez ornado de louros. Pelas laterais duas fitas azuis verticais, saindo por debaixo da abeta e tendo pendentes de si, cada uma, sete borlas em ouro.

O talar do Venerável Mestre é o mesmo dedicado aos demais oficiais, diferindo apenas que também possui em si uma bordadura, trata-se de uma “Cruz Radiante”, na altura do peito. Isto é, uma cruz templária de oito pontas, de espacialidade projetada sobre um quadrado imaginário, como a utilizada pela Ordem de Cristo e outras corporações descendentes da tradição templária. Esta em vermelho vivo. Ao seu redor um explendor de raios em ouro, fazendo da cruz um sol, um irradiador majestoso e solene. Pendente do talar está um Esquadro, em ouro. Ainda, no caso do Venerável Mestre, há a adoção de Punhos ritualísticos, uso adotado modernamente em toda a ordem dos franco-maçons para seus dirigentes, cuja origem histórica remonta ao Longa Manus, ou luvas longas, simbolizando o maior trabalho. Estes são do mesmo tecido azul, com bordaduras em ouro, entre elas o esquadro e os louros na face externa. Sendo ambos os punhos iguais, ainda, algumas lojas lhe aplicam o bordado do nome da própria oficina. 

Aos demais oficiais, os talares iguais carregam suas jóias na seguinte distribuição: um Nível para o Primeiro Vigilante; um Prumo para o Segundo Vigilante, um Livro Aberto sobre um Delta para o Orador; duas Plumas cruzadas para baixo para o Secretário; duas Chaves cruzadas para baixo para o Tesoureiro; duas Espadas cruzadas para baixo para o Mestre de Cerimônias; um Coração Inflamado (em Chamas) sobre um Delta para o Elimosinário e um Pergaminho com um Olho inscrito para o Ecônomo. Todas as jóias são feitas em ouro. Isto encerra o todo dos nove oficiais de uma oficina do Rito Escocês Retificado. Por costume estético, algumas oficinas no Brasil adotam a adição de uma roseta nestes talares, de modo que fique ao centro do peito dos oficiais. 

No entanto, o mistério matemático representado e vivificado pelos irmãos em loja deve trazer não somente a Perfeição, dada pelo número 9, quanto a Completude da Criação, dada pelo número 10. Neste sentido, não sendo um oficial, mas uma função, há a figura do Ex-Mestre, ocupada pelo Venerável Mestre anterior imediato ao que estiver em exercício. Este senta próximo do Venerável Mestre, à sua direita, e, no Brasil, utiliza o avental dos Mestres Instalados e um talar igual ao do Venerável Mestre em exercício, diferindo na jóia, que também é o símbolo dos Mestres Instalados no rito, isto é, um Esquadro de onde pende a Quadragésima Sétima Propositura de Euclídes. Em algumas lojas este também utiliza os Punhos ritualísticos.

O Ex-Mestre é, portanto, a única função que possui emblema ritualístico próprio em loja; mas, a bem de toda verdade, isto é uma adoção moderna, não constando qualquer adorno para esta função no ritual original.

          Que a Ordem Prospere!

          Sincera, e fraternalmente, Eu Sou,

 

BAI Matheus Rodriguez Bento Corrêa De Noronha – MI

(i.o.) Eques Leo ab Occident – CBCS/ SI

 

Baixe Aqui (Download .PDF)